preloader

Crime e castigo

Vitória SC 1-3 Rio Ave FC

Foi castigador o regresso do Vitória ao D. Afonso Henriques, confrontando a equipa com o lado paradigmático do futebol: os erros pagam-se. É facto que os vitorianos os cometeram, disso se aproveitando um Rio Ave FC que se apresentou com uma estratégia clara que visava precisamente espremer qualquer oportunidade que surgisse para os seus velozes homens da frente marcarem a diferença.

Nos momentos-chave, o Vitória não foi eficaz. Nem para materializar as oportunidades que criou, nem para impedir que os ataques rápidos do adversário fizessem mossa. Foi uma noite muito ingrata para a turma de João Henriques, que após uma entrada afirmativa no jogo se viu em desvantagem e abalou, sendo prova manifesta disso o segundo golo visitante.

É também verdade que os Conquistadores nunca se renderam, mas quando Quaresma assinou o 1-2, já na segunda parte, um novo erro voltou a erguer uma montanha no marcador e a castigar a reação vitoriana.

O resultado exprime a inclemência do futebol, mas manifesta uma adversidade a que a equipa vai ter de reagir. Quarta-feira já há nova oportunidade, na recepção ao SC Farense em jogo em atraso.