preloader

Vitorianas na Final 4

SIMECQ 59-78 Vitória SC

Depois da dura vitória frente ao Quinta dos Lombos, a equipa sénior feminina de basquetebol deslocou-se a Lisboa para defrontar o SIMECQ, nos quartos de final da Taça de Portugal.

A Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense milita na divisão imediatamente inferior à das vitorianas, mas o técnico Rui Costa sabia que isso não iria facilitar a vida à sua equipa: “Sabíamos que teríamos pela frente um adversário que, apesar de ser duma divisão inferior, conta com várias atletas portuguesas de grande qualidade e que estava extremamente motivado com a hipótese de marcar presença na Final 4”.

E a equipa da casa efetivamente criou muitos problemas à mais cotada equipa do Vitória que teve uma atribulada entrada em jogo.

O SIMECQ lutava como podia, mas a diferença, sobretudo de estatura, tornava a luta desigual e o Vitória terminou o primeiro quarto a vencer por 7 pontos.

O segundo parcial foi idêntico ao primeiro com a equipa da Cruz Quebrada a nunca virar a cara à luta e a dificultar a vida a uma equipa vitoriana algo cansada, mas superior.

O SIMECQ entrou na segunda parte determinado a reagir e surpreendeu uma equipa do Vitória que naquele momento do jogo não igualou a agressividade das da casa.

No entanto, as conquistadoras têm outros argumentos e com o jogo empatado a 4 minutos do fim do terceiro, um parcial de 10-1 deixa as vitorianas confortavelmente na frente.

Com o último parcial, veio o último esforço da equipa da casa que a três minutos volvidos tinha reduzido a vantagem para 4 pontos.

No entanto, a equipa do Vitória carrega no acelerador em ambos os lados do campo e termina o jogo com um parcial de 15-0 desequilibrando o marcador de um jogo que até então tinha sido mais próximo do que possa parecer pelos números.

Vitória merecida para a equipa com mais argumentos que, como Rui Costa afirma, foi engrandecida pela excelente exibição do adversário: “Foi uma vitória meritória, muito enaltecida pelo grande trabalho da SIMECQ. A passagem à Final 4 é um prémio para o trabalho que a nossa equipa tem desenvolvido ao longo da temporada. Queremos que o Vitória seja presença habitual nos pontos altos competitivos”.