preloader

Reviravolta com alma

Vitória SC 3-1 Estoril-Praia

Uma reação intensa e uma 2.ª parte muito eficaz permitiram que os Conquistadores reencontrassem os triunfos, superando um adversário de grande valor e que foi tremendamente feliz na forma como chegou à vantagem.

É justo dizer que a etapa inicial teve um Vitória mais afirmativo, sempre próximo da baliza adversária e que chegou a ter um período particularmente asfixiante, instalado por inteiro no meio-campo adversário. Uma bomba de Alfa que esbarrou na trave foi o grande lance dessa etapa, mas depois chegou o golo de André Franco e a reação vitoriana voltou a encontrar os ferros, desta vez num grande remate de Lameiras.

Basta lembrar que a sorte dos Conquistadores também esbarrara nos postes na jornada anterior para desconfiar da sina, mas a verdade é que o Vitória não lamentou o infortúnio e atirou-se declaradamente aos golos após o descanso. Rochinha foi mais feliz dos que os companheiros na sua bomba de meia distância e deu o mote para a reviravolta, que Estupiñan materializou pouco depois.

Aí reagiu o Estoril, jogando também com a ansiedade dos Conquistadores e o seu recente histórico de vantagens desperdiçadas, mas o colombiano voltou a aparecer em descontos e matou a contagem com o 3-1 final, inteiramente justo e a premiar uma exibição consistente da equipa de Pepa.