preloader

Anderson Silva: “Queria jogar no Vitória”

Primeiras declarações do avançado brasileiro enquanto jogador do Vitória

O segundo reforço da época 2022-23 é um jogador com passado no futebol português e que deixou marca por onde passou, tanto pela sua capacidade de fazer golos, como pela qualidade demonstrada. Anderson Silva regressa a Portugal pela porta do Vitória SC, clube pelo qual espera deixar uma marca. “O Vitória é um clube muito respeitado em Portugal, é um clube grande, que luta por objetivos importantes e eu queria jogar no Vitória. Fiquei bastante tempo em Portugal, onde me habituei bem ao país, onde conheci boas pessoas, daí este meu regresso, que também contribuirá para o regresso da minha felicidade.”

Foram quatro temporadas no Minho, no vizinho FC Famalicão, seguindo-se a transferência para o Beijing Guoan, da China. Aos 24 anos, Anderson Silva caracteriza-se pela vontade e capacidade de marcar golos. “Continuo o mesmo avançado, com a mesma mentalidade, com o mesmo objetivo de marcar golos e ambição de ganhar jogos. Gosto de ir para cima dos adversários, vir para dentro com a bola, assistir, mas a minha principal característica é gostar e querer fazer golos. Pelo Vitória vou dar tudo, darei sempre o meu melhor, tanto dentro como fora de campo, e quero ajudar bastante os meus companheiros. Podem contar comigo. Pretendo deixar o meu nome marcado no clube e prometo que vou dar o meu melhor.”

Nas quatro temporadas que passou em Portugal, o impacto dos adeptos vitorianos impressionou Anderson Silva, que anseia, agora, jogar com o apoio dos mesmos. “Já conheço muito do clube, fruto destes quatro anos em Portugal. Também já conhecia o Rúben Lameiras, e estou ansioso por conhecer as pessoas e os meus novos companheiros. Quando joguei contra o Vitória, dá para perceber que os adeptos mexem muito com o jogo e ajudam bastante. Se quando jogamos contra o Vitória, dá para sentir, imagino quando jogamos a favor do Vitória. Aquela ambição conjunta com os adeptos, é um espetáculo. Quero muito que a época comece.”