preloader

Moreno Teixeira: “Somos o Vitória”

Antevisão ao jogo frente ao Puskás Akadémia FC

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo que opõe o Vitória Sport Clube ao Puskás Akadémia FC, da Hungria, Moreno Teixeira foi o porta-voz da ambição vitoriana para a partida desta quinta-feira e abordou o foco desta última semana de trabalhos. “Procuramos tranquilizar o grupo, fazer perceber que vamos ter um jogo difícil pela frente, com uma equipa muito organizada, competitiva, a competir num campeonato que tem crescido muito. Se repararmos nos resultados que a Seleção húngara tem feito em jogos contra Inglaterra e Alemanha percebemos o crescimento que o campeonato tem tido. Esta equipa tem internacionais, logo por aí dá para perceber as dificuldades do jogo. Mas, fizemos perceber aos atletas que somos o Vitória. Se formos nós, se deitarem cá para fora a qualidade que têm, acredito que vamos fazer um bom jogo e vamos ganhar. Contamos, para isso, com a paixão e apoio que vão chegar da bancada”.

O adversário desta quinta-feira vai para a terceira época consecutiva nas competições europeias, tendo vindo a evoluir desde a sua criação, em 2007. A análise de Moreno prevê uma equipa húngara compacta. “Fizemos uma observação do adversário e estamos preparados para tudo. Acreditamos que vai ser uma equipa compacta, tem um jogador na frente possante, que segura bem a bola. Mas, mais do que nos focarmos no nosso adversário temos de nos focar em nós. Temos condições para passar por cima das dificuldades e ganhar. Acreditamos que os Puskás não vai ter um bloco largo. Temos de saber que no momento de perda de bola devemos ter uma reação forte, devemos estar equilibrados cá atrás. O jogo tem 90 minutos, pode-se ganhar nos últimos minutos. Sinto-me mesmo muito confortável para o jogo pelos sinais que os jogadores nos deram nos sete dias de trabalho. Ligo muito pouco a favoritismo, percentagens, valores de mercado. É um jogo de futebol, é lá dentro. É lá dentro do capo que temos de provar que somos melhores”.