preloader

Antevisão ao Puskás Akadémia FC – Vitória SC

Moreno Teixeira e Miguel Maga em conferência de imprensa

Na sala de imprensa do Pancho Aréna, em Felcsút, onde o Vitória defronta o Puskás Akadémia FC, Moreno Teixeira e Miguel Maga fizeram a antevisão ao jogo desta quinta-feira. Para o treinador, esta partida vai ser encarada com a mesma seriedade do jogo da 1.ª mão da eliminatória. “Vamos para este jogo com uma vantagem conseguida por mérito, mas pensar nisso é o pior que podemos fazer. Queremos ter uma identidade, a mesma seriedade, o mesmo compromisso e humildade. queremos passar a eliminatória, mas do outro lado está uma equipa muito difícil, que não tem nada a perder e que joga em casa. Estamos preparados, mas temos que ser o que fomos há uma semana atrás, se possível aumentando a qualidade de jogo. Nenhum grupo fica melhor com ausências, mas olhamos para o lado positivo, é uma oportunidade de outros colegas aparecerem e confiamos muito neles.”

Questionado sobre as dificuldades que esta equipa do Puskás poderá colocar ao Vitória, Moreno foi perentório em atestar a qualidade dos húngaros. “O Puskás é uma equipa muito difícil, pertence a um campeonato que tem crescido muito, com internacionais, o que valoriza o trabalho que fizemos há uma semana. Vai criar-nos mais dificuldades, mas não é preciso motivar estes atletas para um jogo oficial neste clube. Era muito mau se tivesse que o fazer. Não vai haver nenhuma contenção, o foco é neste jogo e não nos seguintes. Queremos criar uma ideia de equipa e colocá-la no jogo. A responsabilidade da equipa terá de ser sempre a mesma em todos os jogos, independentemente da Conference League. É natural que as nossas ideias possam ficar mais consolidadas com o tempo.”

A acompanhar Moreno Teixeira na conferência de imprensa esteve Miguel Maga, lateral direito vitoriano que abordou a partida desta quinta-feira. “Não vai haver relaxamento em nenhum jogo da nossa equipa e neste também não. Temos a vantagem de 3-0 que é boa, mas vamos encarar o jogo com a máxima seriedade e empenho. Estamos melhores do que há uma semana e queremos ganhar. Cada jogo que disputamos é para ganhar e passar, queremos ter dimensão europeia, o plantel quer isso e queremos chegar à Fase de Grupos. A experiência de estar aqui é boa, dá para conhecer novos lugares, mas viemos para fazer o nosso jogo. Estou feliz e o grupo está unido.”