preloader

“Não vamos relaxar nesta fase da época”

Anderson Silva aborda momento atual do Clube

Num convívio especial com crianças de outro concelho, também Anderson sentiu o carinho especial dos mais pequenos. Cara nova na época 2022/2023, o avançado tem festejado vários triunfos no castelo e faz, por isso, um balanço positivo do seu rendimento. “Eu acredito que estou bem, estou a gostar do Clube, o que é importante para um jogador. O grupo está forte e aos poucos estamos a construir coisas importantes na nossa caminhada. Não vamos relaxar nesta fase da época e esperamos voltar ao campeonato com a mesma dinâmica”, começou por dizer.

No regresso a Portugal, Anderson viajou até à cidade-berço para fazer parte do ataque vitoriano e não se mostra arrependido. O brasileiro opta por não falar em metas porque considera que “o mais importante é o grupo”. “Não tenho meta de golos. Pretendo fazer o melhor para o clube, os golos surgem naturalmente. Quem sabe se não podemos fazer algo também na história do Clube”, disse.

A conversa com a Comunicação Social surgiu depois das perguntas da pequenada e algumas delas merecem nota de destaque, como a explicação da escolha no número 33: “A minha mãe, D. Neuza, disse que ’33 foi a conta que Deus fez’ e que esse número me iria dar sorte, então eu nem pensei duas vezes e segui, como faço sempre, a ideia dela”.

E por falar em família, Anderson falou também do irmão, a jogar no Académico de Viseu: “Quero dar-lhe os parabéns por aquilo que tem feito e acredito que irá alcançar os seus objetivos pois ele merece muito”.