preloader

Reviravolta conquistadora

Vitória SC 64 – 58 CAB Madeira

A equipa sénior feminina de basquetebol recebeu esta terça-feira o CAB Madeira, provavelmente o adversário mais difícil que já visitou o Castelo.

Ambas as equipas deram a entender logo de início que o jogo seria uma batalha física com muitas faltas, muita competitividade debaixo do cesto e pouca eficiência ofensiva.

No entanto, durante a primeira parte o equilíbrio foi a nota dominante e os 7 pontos de vantagem que o CAB levou para o descanso eram enganadores para quem assistia a um jogo muito igual de ambas as equipas.

A diferença no marcador era sobretudo explicada pelo maior acerto no lançamento exterior por parte das madeirenses que continuaram melhor no início do terceiro parcial.

A vantagem chegou a ser de 12 pontos e a noite desinspirada das vitorianas não alimentava esperanças de recuperação de uma desvantagem de 9 pontos à entrada para o quarto período.

Mas para quem não conhecia o coração e atitude vencedora desta equipa, os últimos dez minutos de jogo não deixaram dúvidas a ninguém.

Uma entrada fortíssima com um parcial de 16-2 coloca a equipa a vencer por 5 pontos. A equipa do CAB não se rende e volta a assumir a liderança do marcador, mas seria sol de pouca dura.

Dois ataques brilhantes com uma posse de bola defensiva que redundou em violação de 24 segundos pelo meio criaram uma vantagem que a equipa conseguiu gerir até ao fim com grande mestria em ambos os lados do campo.

Um jogo duro, competitivo, nem sempre bem jogado, mas muito emocionante entre duas das boas equipas desta competição.

A vitória assenta bem às conquistadoras pela enorme luta em todos os momentos do jogo e, onde acabou por haver maior diferença, na maior capacidade de atuar nos momentos finais da partida. 

Um satisfeito Rui Costa salientou a dificuldade do jogo e elogiou o caráter da sua equipa, fundamental para a reviravolta: “Sabíamos que ia ser um jogo difícil frente a um adversário que quer entrar na luta pelos primeiros lugares. Foi um jogo ainda mais físico do que aquele que estávamos à espera, mas a equipa mostrou um grande caráter, um caráter de equipa vencedora e uma grande alma vitoriana para poder dar a volta a um jogo que acredito que, para quem estava a ver de fora, a certa altura pareceu perdido”.

Com este resultado a equipa equipa vitoriana alcança a sua sexta vitória consecutiva e volta a jogar em Guimarães no próximo sábado, frente ao CRC Quinta dos Lombos.