preloader

Borevković: “Temos de estar em cima desde o início”

Central vitoriano aborda o jogo com o Vizela

Na antevéspera do jogo com o FC Vizela, a contar para a 3.ª jornada da Liga Portugal bwin, Toni Borevković fez a análise ao adversário deste domingo, vaticinando que só o melhor Vitória poderá levar de vencida a equipa orientada do Álvaro Pacheco. “Estamos focados no próximo desafio, que é o Vizela, queremos ganhar, e vamos fazer de tudo para o conseguir. O Vizela é uma equipa competitiva, como todas as equipas da I Liga. Vai ser um encontro difícil, temos de ficar focados durante toda a partida e temos que dar tudo para ganhar, para podermos dar essa alegria aos nossos adeptos. Estes jogos com equipas vizinhas são sempre competitivos, com ambas as equipas a lutar até ao fim e temos de estar em cima desde o início do jogo para ganhar.”

Com dois golos sofridos nos quatro jogos oficiais já disputados nesta temporada, a defesa do Vitória tem estado segura e atuado a bom nível. Para o central croata, existe uma grande motivação junto da equipa orientada por Pepa para que, em cada jogo, a baliza vitoriana não sofra qualquer golo. “Esse é o primeiro objetivo para a defesa e para a equipa, porque se mantivermos a baliza a zeros, vai ser mais fácil ganhar o jogo. Acho que fizemos um bom trabalho até agora mas podemos melhorar também, tal como toda a equipa.”

Para a zona central da defesa, o plantel vitoriano conta com Borevković, Jorge Fernandes – com quem tem feito dupla, Abdul Mumin e André Amaro, quatro opções de qualidade que fazem aumentar a competitividade interna. “No treino temos de estar sempre ao nosso melhor nível porque a competitividade é grande e é importante para todos nós pois só assim podemos melhorar. Tenho jogado com o Jorge, que é muito vocal, e é importante ter um colega que comunica muito, é mais fácil para mim quando tenho um colega assim e também para toda a equipa, porque nos mantém muito focados durante todos os 90 minutos.”

Pouco mais de um mês depois de ter chegado ao Vitória, Borevković consegue fazer uma análise mais aprofundada da dimensão do Vitória e da sua massa associativa. “Impressionou-me toda a estrutura do clube. Sabia que este era um grande clube mas não imaginava que tinha condições de topo, algo que não esperava. Fiquei também surpreendido pelo grupo que apanhei aqui, que é muito unido e muito fácil de entrar para qualquer um que chegue. Temos muito bons colegas e isso facilita muito a integração. Quanto aos adeptos, é uma experiencia incrível entrar em campo com este apoio, é um sonho para qualquer jogador. Ter estes adeptos a puxar por nós, a empurrar-nos para a frente, portanto temos de dar tudo para lhes dar alegrias e ganhar o jogo deste domingo.”