preloader

Pepa: “Só dependemos de nós”

Treinador do Vitória SC em antevisão ao jogo com o SL Benfica

O Vitória SC recebe o SL Benfica nesta quarta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, a contar para a jornada 2 da Fase 3 da Allianz CUP. O treinador vitoriano, Pepa, fez a antevisão à partida, cujo triunfo dá a passagem à Final Four da prova, partilhando que as expetativas do grupo de trabalho são altas. “Desde o jogo com o Leixões SC que assumimos o desejo de depender apenas de nós para conseguir chegar à Final Four. Só dependemos de nós, o resultado que nos interessa é a vitória para atingirmos esse objetivo. A expetativa e a fasquia estão bem lá em cima. Temos de ser bem competentes. No último jogo com o Benfica fomos inferiores, não estivemos ao nosso nível e agora queremos estar na nossa melhor versão para vencer o jogo.”

Questionado se a conquista da Allianz CUP é uma prova que pode valer uma época, Pepa mostrou-se focado no caminho que fez até agora na prova e no que ainda tem e pode fazer. “Não diria que vale uma época. É algo que queremos muito. O nosso primeiro jogo oficial foi com o Leixões, nesta prova, e fomos trilhando este caminho para dependermos só de nós, neste caso, em casa. Fizemos o nosso papel ao vencer na Covilhã para dependermos só de nós. Independentemente da frequência de jogos, o adversário é uma equipa com qualidade. Temos de olhar para nós, que jogamos em casa, diante dos nossos adeptos, e temos o objetivo/sonho ao nosso alcance em 90 minutos. Temos de estar iguais a nós próprios, não tenho dúvida que iremos estar.”

Com um histórico recente desfavorável, o Vitória SC procura um triunfo que garanta um bilhete para a Final Four da prova, frente a um adversário que venceu, em setembro, no D. Afonso Henriques. Para Pepa, a equipa tem de ser igual a si própria para poder levar de vencida a equipa lisboeta. “Muito a quente, o que temos de fazer de diferente é fazer igual… sermos igual a nós próprios. Esse é o fator para este jogo. Quando conseguimos ser iguais a nós próprios, intensos, com qualidade, a querer ter bola, a querer ter protagonismo e a saber sofrer quando temos de sofrer, estamos mais próximos do nosso objetivo. Não temos fantasmas do passado recente contra o Benfica. O grupo todo quer muito aproveitar esta oportunidade. O jogo pode levar-nos para uma definição de uma Taça, que queremos muito conquistar. Mais do que querer, acreditamos que vamos conseguir. Não posso dizer que só a vitória vai dar o acesso, o empate vale o que vale, mas já não ficamos a depender só de nós, portanto o nosso intuito é só um, ganhar o jogo”.