preloader

Reação tardia custa Taça

Moreirense FC 3-2 Vitória SC

Dois golos já na ponta final do encontro não bastaram para que o Vitória evitasse a derrota e a eliminação da Taça de Portugal, perante um Moreirense que foi muito eficaz nas aproximações à baliza de Varela e que assim segue na competição.

Condicionado por lesões em alguns habituais titulares, o Vitória apresentou-se dominador no encontro, mas tardou em descobrir a forma para ameaçar a baliza de Pasinato. Em bom rigor, é justo considerar que o momento mais afirmativo do conjunto de Pepa surgiu após o 1-0, aí sim com chegadas muito perigosas e com o guarda-redes do Moreirense a segurar os locais.

Essa toada anunciava-se para a etapa complementar, mas o 2-0 pouco antes do intervalo foi um enorme balde de água fria, criando um cenário com o qual os vitorianos não foram capazes de lidar. A tranquilidade do Moreirense permitiu-lhe chegar ao terceiro golo, pelo que os golos tardios de Rochinha e de Rafa Soares não bastaram para colocar em causa um resultado que retira ao Vitória um dos objetivos da temporada.