preloader

“Série A tem uma competitividade incrível”

Dani Silva projeta receção ao S. João de Ver

É o dono da braçadeira na equipa B e um dos ‘miúdos’ que mais entusiasma os adeptos. Chegado em 2018/19, Dani Silva evoluiu dentro e fora das quatro linhas na cidade-berço. Um crescimento reforçado na presente temporada, fruto da “exigência” da Liga 3. Em análise ao campeonato, o médio criativo assume que a equipa é hoje “mais madura”, cometendo por isso “menos erros infantis”. E é, também por isso, que o jogador projeta um duelo diferente com o S. João de Ver. “Esta prova tem uma competitividade incrível, há sempre uma incerteza no resultado em todos os jogos e nunca sabemos o que o jogo irá dar. Na primeira volta, perdemos por 1-0 com um golo polémico e isso abalou-nos um pouco. Não conseguimos reagir mas temos evoluído muito desde aí. Já não somos uma equipa tão imatura e os últimos jogos, como o de Montalegre, têm servido para nos abrir os olhos. É que as camisolas não ganham jogos e temos de estar focados e concentrados os 90 minutos”, afirmou.

O discurso realista surge da boca do capitão mas foi, fortemente incutido, nas últimas semanas, pelo técnico vitoriano. “Depois de perdermos com o Montalegre, o mister fez-nos ver que não tivemos a atitude correta e que não será assim que teremos sucesso profissional. Podemos perder por falhar passes mas a atitude e a entrega têm de estar sempre presentes. Penso que nos jogos seguintes já mostramos uma imagem diferente. E, neste último, com o Anadia, penso que poderíamos ter conquistado algo mais se tivéssemos continuado com 11 jogadores”, comentou.

“Gostaríamos de contar com mais adeptos na Pista”

Uma volta depois, os Conquistadores continuam sem vencer fora de portas mas mantém o registo “muito positivo” dos duelos caseiros. Os números favoráveis são para manter e, para isso, Dani pede o apoio dos vitorianos. “Temos conseguido fazer da Pista uma fortaleza e gostaríamos de contar com mais adeptos. Este sábado, esperamos ter ainda mais gente do que o habitual e assim conseguir vencer”, lançou o desafio, reconhecendo que “é importante ganhar para não afastar dos lugares da frente”.

Vencer é, por isso, a palavra de ordem no balneário. O jogador, que já fez o gosto ao pé por três ocasiões troca um golo seu pelos três pontos, e até lembra: “Sempre que eu marquei de livre direto o Vitória não ganhou. Por isso, que seja outro a marcar e que a equipa ganhe. Com dois golaços na Liga 3, Dani Silva tem conseguido mostrar a força e eficácia do seu remate mas também tem mostrado a magia que o caracteriza. “Acho que estou realmente a viver o meu melhor momento aqui no Clube. A época começou bem, tendo inclusive feito pré-época na A, mas depois estive fora por lesão. Felizmente, desde que voltei, tenho conseguido manter-me bem fisicamente e espero assim continuar. Se gostaria de ir à equipa A? É o objetivo de todos mas quero mesmo é ganhar ao S. João de Ver no sábado”, concluiu.