preloader

Até ao último suspiro!

Vitória conquista três pontos frente ao Boavista FC ao cair do pano

Um jogo de futebol só termina quando o árbitro apita para o fim do encontro, e foi com esse pensamento que o Vitória lutou e acreditou até alcançar o golo do triunfo frente ao Boavista FC, aos 90+3′.

Até ao momento alto da partida, conta-se uma história feita de altos e baixo, mas que culminou com o triunfo justo dos Conquistadores.

O Vitória SC adiantou-se no marcador aos 20 minutos, por intermédio de Tiago Silva, na conversão de uma grande penalidade, e aos 41 minutos, uma entrada dura de Ricardo Mangas sobre Zé Carlos fez com que o axadrezado fosse expulso, mas antes do apito para o intervalo, num livre, o Boavista FC empatou a partida com um golo de Sasso.

A história da segunda parte é marcada por um turbilhão de emoções e de golos.

O Vitória procurou incessantemente a baliza contrária desde o apito para os segundos 45 minutos, e os 68 minutos, deixou o esquema de três centrais, e apostou em dois avançados, com a entrada de Safira para o lado de Anderson Silva, mas acabou por ser o Boavista FC, três minutos depois, numa jogada de contra ataque, a chegar à vantagem, com um golo de Salvador Agra.

Os Conquistadores não desistiram e continuaram a insistir na reviravolta.

Aos 87 minutos, depois de um ressalto na grande área boavisteira, a bola sobrou para Janvier que, à entrada da área, desferiu um remate potente para o fundo das redes de Bracalli, lançando o mote para o que faltava da partida e fazendo explodir as bancadas do D. Afonso Henriques.

Foi um Vitória a lutar até ao último suspiro que acabou por alcançar o golo que deu os três pontos nesta partida, com o central André Amaro a colocar justiça no marcador, fazendo de cabeça, o tento que deu o triunfo aos Conquistadores.

O próximo jogo do Vitória volta a ser no D. Afonso Henriques, a 31 de outubro, frente ao FC Famalicão.